Manicures e as unhas descascadas de Dieckmann

Carolina Dieckmann resolveu ir ao Rock in Rio, mas não teve tempo de fazer as unhas antes. O suposto desleixo da atriz virou tema de matérias em vários sites e as fotos do esmalte descascando propagaram-se pela internet. Se o evento fosse aqui – eu garanto – quase ninguém ia reparar.

Ao contrário do que acontece no Brasil, o hábito de fazer as unhas não é tão frequente. No inverno então, quando as mãos ficam cobertas com luvas e os pés com meias de lã e botas, fica ainda mais raro. Nem um aniversário ou um grande evento são capazes de fazer alguém correr até um salão de beleza.

O primeiro motivo para o comportamento, obviamente, tem a ver com as diferenças culturais entre os dois países. O segundo é o preço. Os serviços de manicure e pedicure não são nada baratos em Nova York. Fazer as mãos, por exemplo, pode custar entre US$ 15 e US$ 45 – preço alto ainda mais quando tirar cutícula e limpar o esmalte na ponta dos dedos não são nada comum. Para compensar o gasto alto, alguns lugares oferecem o que poderia ser chamado de prêmio de consolação para as brasileiras: uma rápida sessão de massagem ou um iPad para quem quiser checar os e-mails.

 

Unhas2 Manicures e as unhas descascadas de Dieckmann
Close das unhas descascadas de Carolina Dieckmann.

Unhas1 Manicures e as unhas descascadas de Dieckmann

Sorriso no rosto e mãos nos bolsos.

Anúncios