Ambulantes no Twitter

Famosos em Nova York, os chamados food trucks (em português, “caminhões de comida”) estão vendendo bem mais do que sorvetes e sanduíches e ganhando cardápio requintado. A culinária de diferentes países – da italiana a tawainesa – pode ser localizada facilmente, agora também pela internet. Como não conseguem parar no mesmo lugar todos os dias, os donos dos ambulantes divulgam local e cardápio pelas redes sociais.

Através do Twitter e Facebook, os chefes de cozinha que não tem dinheiro suficiente para abrir o próprio restaurante podem manter uma clientela fiel, ainda que não tenham endereço fixo. Outros enxergam no caminhão uma possibilidade de conquistar novos clientes, como é o caso do Red Hook Lobster, que funciona originalmente no Brooklyn e tem também um truck que circula pela cidade. Todos os dias os seus quase 4.000 seguidores são informados sobre a sua localização (veja abaixo).

Espécie de Bíblia gastronômica americana, o Zagat listou 55 food trucks, com destaque para o Steak Truck (no Twitter, @steaktruck), especializado em carnes, o coreano @KorillaBBQ e o chinês @RickshawTruck. A popularidade é tanta que o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, quer aproveitar os bons resultados das inspeções já feitas aos restaurantes e aplicar o sistema de notas também para os ambulantes em breve.

No próximo post saiba quais são os melhores food trucks de Nova York.

Foodtruck Ambulantes no Twitter

Perfil do Red Hook Lobster no Twitter: clientela é informada sobre localização do caminhão de comida.

Abaixo, alguns dos food trucks, que estão espalhados por Nova York.

IMG 1548 1024x764 Ambulantes no Twitter

IMG 1289 1024x764 Ambulantes no Twitter

IMG 1549 764x1024 Ambulantes no Twitter

IMG 1015 1024x764 Ambulantes no Twitter

IMG 0859 764x1024 Ambulantes no Twitter

Anúncios