Esperando Irene

Nova York não é uma cidade com histórico de terremotos (como o da semana passada) nem de furacões. Os mais famosos aconteceram há muitos anos, como um que inundou o extremo sul de Manhattan, em 1821, e outro, 107 anos depois, que deixou milhares de desabrigados na cidade. Dessa vez, com o acompanhamento do trajeto e força de Irene, os metereologistas garantem: o cenário é feio.

O furacão, que deve chegar à cidade entre a noite de hoje e domingo, está classificado na categoria 3, da escala Saffir-Simpson (vai de 1 a 5), e o Centro Nacional de Furacões está prevendo uma tempestade que poderá elevar os níveis de água em até 6 metros. Com essas informações, a rotina da cidade mudou. Mais de 250 mil pessoas terão que deixar suas casas, a rede de transporte público será interrompida, os aeroportos ficarão fechados, eventos foram cancelados e as prateleiras dos supermercados já estão vazias.

 

Hurricane Reuters Esperando IrenePrateleiras dos supermercados vazias: medo do furacão Irene (Foto: Reuters)

 

Com medo de uma possível tragédia, muitos moradores encheram os armários de casa com alimentos e água. Esta é uma das medidas mais importantes quando se está à espera de um furacão. Veja outras:

– Reforce o estoque de remédios

– Tenha uma lanterna e rádio a pilha

– Compre velas e fósforos

– Não esqueça dos produtos de higiene e protetor solar

– Instale proteções nas janelas de casa

-Se morar em casa, retire entulho do jardim e apare as árvores

-Guarde com você dinheiro, documentos e telefones importantes

i survived hurricane irene decal Esperando Irene

Anúncios