O índice Big Mac

Com a proximidade da Copa do Mundo, em 2014, e das Olimpíadas, dois anos depois, o Brasil vive de uma espécie de corrida ao ouro. Uma matéria publicada no jornal New York Times discorreu sobre o aumento dos investimentos estrangeiros e mostrou também como a vida anda cara no país.

O índice Big Mac comprova: o Brasil está na quarta posição do ranking dos sanduíches mais caros do mundo (US$ 6,16, enquanto nos Estados Unidos custa US$ 4,07). Criado na década de 80 pela revista The Economist, o indicador compara os preços entre Big Macs e considera também o PIB (Produto Interno Bruto) per capita de vários países.

Com a moeda valorizada, os gastos dos brasileiros no exterior não param de crescer. Desde o início do ano foram US$ 10,18 bilhões – número 65% maior que o registrado nos primeiros seis meses de 2010. Nos EUA, Nova York virou destino preferido para as compras. Vindos de todos os Estados do Brasil, os turistas chegam com as malas vazias, mas voltam carregados. Muitos nem se importam em pagar excesso de bagagem porque garantem que a diferença de preços é tão grande que vale a pena.

No próximo post você vai saber quais são os produtos que os brasileiros mais compram em NY.

 

fila apple nova york tl 20110311 O índice Big Mac

Paraíso das compras: nem a chuva atrapalha a espera pelo iPad 2 em Nova York (Foto: Reuters)

Anúncios